ya, mais lamentações



Não sou perfeita, ando bem longe de o ser. Nem sequer tento alcançar um patamar tão elevado. Cometo erros, sim! Mas quem não comete? Não me vou por aqui com palavras exuberantes para me fazer entender. O que é ordinário, explica-se com palavras ordinárias. O que é perfeito, com palavras perfeitas. O que é comum, com palavras comuns. Uii, vamos lá a ver onde vou pegar no assunto. É DIFÍCIL, quando há certas circunstancias que nos deixam um pouco debilitados antes de escrever-mos algo. QUE SE LIXE. Criam ideias erradas de mim, sim se calhar preguei algo, mas nunca o vivi. Não por medo, mas sim por respeito a mim mesma, ao que sou, aos meus princípios. Eu sei o que sou, foda-se, posso viver preza a um passado, mas isso é porque nunca o vivi como queria, como realmente merecia. Vêm aquilo que mostro ser, mas nunca olham para o que realmente sou. As pessoas que amo, criticam-me por algo que não sou. Atiram-me palavras frias á cara, como se me cuspissem em cima. Sou uma pessoa, eu sinto, e sofro com cada palavra má que me dizem. A partir daqui, não me cagam mais em cima, JURO! Estou cansada. A minha vida não é um filme de amor e ternura. Só vai piorando a cada cena que passa. Estou cansada, apenas já não consigo lutar mais. Eu não marco ninguém, talvez porque viva confinada ao meu passado amargo, sem conseguir ver o que tenho a minha frente.Sim tens razão, julgo-me a mim própria, corroboro a tua afirmação,  mas isso não te dá o direito de fazeres de mim, algo que não sou. Lamento, não ser aquilo que esperavas. Mas eu sou eu, boa ou má, com defeitos ou não, e não vou mudar por ninguém. Sim há muitos rapazes, mas nenhum me chama realmente a atenção. "Os rapazes são todos standart, e eu quero um limitado ao stock existente!" Esse stock és tu. Mas como posso eu lutar por alguém, que não confia em mim? Que se baseia em coisas que nunca existiram? É simples, não posso. Nem aguentaria muito se tivesse de o fazer, não por fraqueza, mas sim por não ter mais condições de sofrer.

...

 Em tempos lutei, agora vejo a felicidade passar-me diante dos olhos. 



-Vamos Joana, agora ou vais ao sabor das ondas, ou afundas!

8 comentários:

  1. Adorei o texto. Força querida. Não ligues ao que os outros dizem ou pensam de ti. São um bando de tolos que não sabem o que dizem

    ResponderEliminar
  2. Gostei mesmo muito do texto, disseste tudo lindamente.
    Muita força *

    ResponderEliminar
  3. força linda! :')
    sabes que és bem mais que isso, e os outros não são nada e não sabem nada!
    e gostei deste lindo blog.<3

    ResponderEliminar
  4. muito mas muito obrigada! :3

    ResponderEliminar
  5. Não tens que agradecer (:

    ResponderEliminar