constatação de algo obviamente obvio

O maior defeito de qualquer rapariga? Serem burras que nem portas e caírem todas no mesmo erro, vezes e vezes sem conta mesmo já sabendo o que as espera. Ainda assim na esperança que a vida lhes reserve algo melhor.

É um facto! 

E eu sou a prova disso. Por mais lições que a vida me ensine, por maiores que sejam as barreiras que tenho de ultrapassar para poder estar bem faço sempre a mesma merda. Sabem aquela sensação de saberes que está um monte de merda no passeio, tu vez, sabes que tens de te desviar, mas em simples segundos distrais-te e pronto, mesmo em cheio. É exactamente igual. Mas acrescentando que preferia pisar merda todos os dias, do que foder-me à grande com os rapazes. Porque no final de contas, nós somos todas iguais e eles são todos farinha do mesmo saco. 


3 comentários:

  1. Awsome *.*. Chega a ser verdade. A imagem é altamente :)

    ResponderEliminar
  2. cada vez mais gosto do teu blog:D ehehe

    ResponderEliminar