tough love

Como é possível apenas sorrir, quando os pilares que julgavas estarem fixos, cedem tão facilmente á primeira oscilação? Ninguém disse que ia ser fácil, mas são as dificuldades que mudam toda a monotonia da tua vida. Sempre sofri. Mas apesar de tudo nunca cedi. Sempre busquei a minha felicidade, sempre lutei pelos meus princípios. Sei que não sou fácil, que o meu feitio por vezes excede os níveis da normalidade, mas nunca poderei dizer que fui cobarde. Que não tive coragem de encarar qualquer facto, que me fizesse cair. Encarei, e foi por isso, que por vezes falhei, e baixei a cabeça. Ninguém é de ferro, as fraquezas estão em todo o lado, apenas aprendes a controlá-las com o passar do tempo, e com a maturidade que adquires em cada acto que realizas, em cada atitude, em cada caminho por ti traçado, sendo ele correcto ou não. Ás vezes a raiva, o ódio e a mágoa tomam conta de mim, e menciono palavras que apenas deveriam ficar retidas dentro da minha grande boca. Mas sou eu, e se elas saem, provavelmente será com o propósito de me fazer ver a mim própria que a vida não é um conto de fadas, e que sem saber, me iludo a mim própria. Preferindo acreditar nas palavras bonitas que alguém me diz. Encaro o coração como uma casa. Sendo assim, nunca tive realmente um lar, mas nunca fui sem abrigo.

7 comentários:

  1. Essa ultima frase, esta linda!
    Obrigado, e de querido na tenho mesmo nada xD

    ResponderEliminar
  2. Ficou ficou e ficou *.*
    Não não :p

    ResponderEliminar
  3. ADORO o blog, e os textos e a musica :D
    Vou seguir *

    ResponderEliminar
  4. És mesmo algo de diferente.

    ResponderEliminar